terça-feira, 25 de abril de 2017

GAIOLA

                        Walmir do Carmo

Lugar de passarinho
não é na gaiola
é livre
pulando de galho em galho,
comendo frutinhas,
comendo bichinhos
bicando flor
pairando no ar

voando sobre o rio
sobre o mar
nadando na areia
fazendo ninho
pondo ovinhos
rasgando o espaço
sem rumo
sem direção

Lugar de passarinho
viu?
Não é na gaiola, não!

dedico ao pessoal que tira a liberdade dos bichos
condicionando-os à sua vontade

terça-feira, 27 de novembro de 2012

VALE DO RIO ALMADA




foto de Marcos
                                     
Viajar no Vale do Almada é fantástico! Viajar no vale do Almada e encontrar morros, vales, caminhos, córregos,
cachoeiras entre exuberante vegetação que vagarosamente vai recompondo a paisagem sem a intervenção do 
homem.
É lindo viajar no Almada e vislumbrar nuvens descansando sobre os mais altos picos.
É lindo viajar no Almada e percorrer Zé Bicho, Palmeiral, Braço, Água Preta e outros córregos que apesar de 
doentes e poluídos correm para encontrar e beijar o pai Almada.
É lindo viajar no Almada e encontrar anus, joãos de barro, sabiás, curiós, papas-capim, calangos, malha de 
sapo, micos-estrela e micos-de-cara-dourada e até teiú exercendo em seus movimentos o direito da liberdade
É bonito viajar no Almada e ouvir a sinfonia dos sapos  e rãs coaxando no meio dos pântanos e brejos que ainda 
existem, como se desejando a volta urgente da recuperação da lavoura cacaueira
É triste viajar o Almada e encontrar homens, mulheres e crianças  humildes e abandonados, sem trabalho 
em função da  crise que abateu sobre a cultura do cacau.
É triste saber que mesmo quando o cacau era pujante muitos  dos trabalhadores eram desprezados pelos 
senhorios das fazendas.
É triste viajar no Almada e vislumbrar belas fazendas com seus suntuosos casarões de1929, 1930, 1940, 
1950..., igrejas, piscinas, sacadores e casas de trabalhadores da época áurea do cacau, completamente 
engolidos pelo mato deixados apenas para registro da  História
É lindo viajar no Almada e saber que apesar de todo abandono, os homens, as mulheres, as crianças e os 
bichos integrados com a natureza não perderam a esperança de viver.

domingo, 25 de novembro de 2012

VIGÍLIA A ZUMBI - 19/11/2012

VIGÍLIA A ZUMBI, teve velas, teve vinho, teve flores. Teve dança, teve gingado da capeira, teve teatro, teve poesia. Teve muita gente bacana que celebrou a alegria. Zumbi 317 anos de morte, sendo sempre lembrado.






quarta-feira, 21 de novembro de 2012

NOVEMBRO NEGRO





ZUMBI DOS PALMARES
2012 – 1695 = 317 ANOS DE SUA MORTE.


                          Novembro é o mês das celebrações a Zumbi dos Palmares e de reflexões sobre as situações em que vivem as comunidades negras no Brasil.
                        O Movimento Negro estará promovendo no dia 19 às 18 horas, VIGÍLIA A ZUMBI, no Monumento a Zumbi, na Avenida Princesa Isabel, próximo a Prefeitura de Itabuna, com a seguinte Programação:
  • Música, dança, roda de capoeira, saudação aos ancestrais, falas e poesias sobre o 20 de Novembro e o sonho de liberdade do Povo Negro.
Participe, divulgue, traga suas oferendas de flores, velas, fogos, instrumentos e seu talento!
Solicitamos de V. Sa. A gentileza em divulgar este evento.
Atenciosamente,
Walmir do Carmo
Grupos Responsáveis:
PROJETO BELEZA NEGRA, PONTO DE CULTURA, COLÉGIO ESTADUAL MÉDICI, POVOS DE TERREIRO e COLÉGIO FÉLIX MENDONÇA.

terça-feira, 20 de novembro de 2012



 
   

       
     

                 
    • Crie o seu próprio mapa de viagens.

    •